Tradições de natal ao redor do mundo

Chegamos ao mês de setembro, faltando apenas 4 meses para o natal! Se programe e saiba como são as tradições de natal ao redor do mundo. 

Nós somos agraciados pelas cores vermelha, dourada e verde inciando a época de celebração. Das tradições de presépio de Natal à desgustação de variedades da culinária natalina e é um momento de felicidade, estar com a família e aproveitar as tradições fabulosas tornando uma época do ano de lembranças. Enquanto canções natalianas invadem os centros comerciais, as decorações natalinas estão nas paisagens e ressurge nas telas de cinemas os filmes natalinos, nós decidimos fazer uma pesquisa no resto do mundo sobre esta época festiva, veja só:

Austrália

Assim como ocorre no Brasil, o Natal da Austrália acontece no verão. Diferentemente de nós, eles adaptaram a tradição ao clima quente. Por isso, na véspera, alguns australianos comemoram com um piquenique organizado no campo ou na praia. O cardápio é variado e inclui pratos tradicionais, como peru, presunto e pudim de ameixa, e de origem aborígene como canguru defumado, molho de brandy e merengue com nozes locais. Eles também decoram as casas com muitas flores e plantas.

Bélgica

A Bélgica é um dos únicos países no mundo em que o bom velhinho não é conhecido como Papai Noel. Lá, a tradição de que só os bem-comportados ganham presente de Natal é levada a sério. No dia 4 de dezembro, São Nicolau visita a casa de todas as crianças para saber quem se comportou direitinho. Dois dias depois, ele volta para pôr os presentes nas cestinhas dos meninos e meninas que passaram no teste. Em contrapartida, as crianças deixam cenouras para alimentar as renas do velhinho.

China

O costume de se comemorar o Natal ainda é novo na China. Algumas pessoas montam árvores artificiais em suas casas, decorando-as com enfeites feitos de papel, como flores e lanterninhas. As crianças penduram meias na sala e ficam à espera de Papai Noel. O bom velhinho é chamado pelos pequenos de Dun Che Lao Ren (homem velho do Natal, em chinês).  Em Hong Kong, o Natal é conhecido como Ta Chiu, uma cerimônia de renovação e paz. Uma das tradições é queimar uma lista com os nomes dos moradores da região, na esperança de que o papel chegue até o céu.

Espanha

Para os espanhóis, nada é mais importante do que o presépio, montado tanto pelos adultos como pelas crianças. À meia-noite da virada do dia 24 para o dia 25 de dezembro, uma vela é acesa do lado do Menino Jesus. As crianças esperam até dia 6 de janeiro para receber os presentes, pois quem os entrega não é o Papai Noel, mas os três reis magos. Na cidade de Barcelona, bonecos de personalidades também viraram uma tradição natalina, fabricados desde o século XVIII, as figuras simbolizam prosperidade e esperança. O jogador de futebol Ronaldo e políticos como Lula, Barack Obama e Hugo Chávez já ganharam suas respectivas versões.

Estados Unidos

O Natal americano é um dos mais iluminados do mundo. Há lâmpadas por todas as partes: em casas, prédios, lojas e ruas. Os presentes são abertos na manhã do dia 25 de dezembro. A reunião da família ocorre na hora do almoço, quando se serve o tradicional peru de Natal. Uma brincadeira muito popular da época é o Elefante Branco. Em vez de sortear o amigo-secreto, as pessoas trazem presentes, os colocam debaixo da árvore e decidem uma ordem para que cada um escolha um pacote. Os participantes podem optar por roubar um presente que já foi escolhido.

França

Os franceses comemoram o Natal e o Ano Novo repetindo a mesma festa, inclusive a troca de presentes. O doce típico é o buche, feito de marzipã coberto com chocolate e em forma de tronco de árvore. Há também a tradição de se deixar queimar uma tora de madeira da noite de Natal até a virada, com o objetivo de garantir uma boa colheita no ano seguinte. O Papai Noel francês (Père Noel) tem como ajudante o Père Fouetard, personagem encarregado de informar ao bom velhinho quais crianças se comportaram bem durante o ano.

Holanda

O Natal é comemorado pelos holandeses em 6 de dezembro, dia de São Nicolau. Esse é o dia da ceia e da troca de presentes. O Papai Noel holandês é chamado de Sinterklaas. Ele chega montado em um cavalo branco, acompanhado do ajudante Zwarte Pieten, responsável por limpar as chaminés das casas. Sinterklaas carrega ainda um livro onde estão registradas todas as ações – boas e más – feitas pelas crianças durante o ano.

México

Do dia 16 a 24 de dezembro, são realizadas as Posadas, procissões que simbolizam o caminho feito pelos pais de Jesus antes de o menino nascer. Os participantes vão de casa em casa pedindo abrigo até serem recebidos por alguma família. La piñata é um grande enfeite cheio de doces, em forma de pássaro, avião ou boneca, que fica pendurado na árvore. As crianças usam uma varinha para furar o enfeite e fazer os doces despencar. Isso tudo com os olhos vendados.

Portugal

Na véspera do Natal, os portugueses costumam comer bacalhau. Depois, no almoço de 25 de dezembro, o prato mais tradicional é o cordeiro ao forno. Há também o Bolo Rei, dentro do qual o anfitrião esconde um pequeno presente. Quem encontra a fatia afortunada se responsabiliza em providenciar a receita no ano seguinte. Também é costume realizar uma ceia extra nas primeiras horas da manhã de Natal, a consoada. Faz parte do ritual incluir mais lugares à mesa para as alminhas a penar (almas perdidas). Os povos antigos ofereciam sacrifícios aos mortos para garantir boas colheitas.